BOLETIM RENGÔ Nº102 JULHO/2018

Torneio Aberto da Federação

A Federação de Gueitebol do Estado de São Paulo completou, em maio último, três anos de fundação. Em comemoração a essa data, realizou, no dia primeiro de julho, o 7º Torneio Aberto de Gueitebol, no Estádio de Gueitebol do Centro E. Esportivo Riyuzo Ogawa de Vila Guarani.

Participaram 49 equipes, 25 de sêniors e 24 de jovens, procedentes da capital, cidades vizinhas e cidades distantes como Caucaia, Atibaia, Nazaré, Suzano, Arujá, Cipó, Lins e Palmas de Tocantins.

Sob a coordenação do vice-presidente Toshinori Takamura, a solenidade foi iniciada às oito horas com a apresentação das autoridades presentes, entre as quais, o presidente Hatiro Honda da União dos Clubes de Gueitebol do Brasil, a presidente Yoshiko Ido do Clube Saga de Gueitebol, os membros do Tribunal de Justiça Desportiva Teruo Tagomori, Armando Nakamura, Geraldo Nakamura, os Conselheiros Fiscais Yutaka Nako e Marcos Yokoo e os representantes das empresas patrocinadoras, Makoto Atsumi, Jully Yano, Michiko Kanazawa e Julio Hagio.

O presidente Seizi Oga fez a saudação inicial, dando boas-vindas a todos os atletas e convidados e agradecendo aos patrocinadores pelo fornecimento de variados prêmios. O presidente Honda fez breve relato sobre o andamento dos preparativos para o próximo Campeonato Mundial a ser realizado em São Paulo.

As competições foram feitas, na categoria sênior, com quatro jogos por equipe, enquanto, na categoria jovem, em três jogos preliminares por equipe, seguidas de tournament com repescagem.

As classificações das equipes, por categoria, foram conforme seguem: categoria sênior, Saga 5 (Sadoyama) – campeã, Atibaia 1 (Ishikawa) – 2º lugar e Saga 1 (Miyazaki) – 3º lugar; categoria jovem, Nippon B (Okino) – campeã, Ibirapuera D (Marchi) – 2º lugar e Nippon A (Arakaki) e Saga C (Kashima) – 3º lugar.

 

 

Torneios Rengô-hai de Gueitebol

Indaiatuba. O 29º Torneio Rengô-hai da Regional Seihoku, foi realizado no dia 24 de junho, nas quadras da Associação Cultural, Esportiva Nipo Brasileira de Indaiatuba, com a participação de 10 equipes.

A declaração de abertura do Torneio foi feita pelo vice-presidente da Regional Seihoku, Hideshi Fukasawa. Após guardar um minuto de silêncio em honra a memória dos falecidos, fizeram uso da palavra Sadatsugu Yamaguchi, vice-presidente da União dos Clubes de Gueitebol do Brasil e Mario Yamashita, presidente da Regional Seihoku. O diretor de arbitragem, Muneo Sakoda, fez as observações técnicas sobre as regras a serem seguidas neste torneio.

Após o término do Torneio, os resultados foram: Itu A (Hideharu Kunitake) – campeã, Tozan B (Muneo Sakoda) – vice-campeã, e Indaiatuba C (Sussumu Azuma) e Tozan C (Sadatsugu Yamaguchi) – 3º lugar.

 

São José do Rio Preto. Foi realizado no dia 1º de julho de 2018, o Torneio Rengô-hai da Regional Alta Araraquara, nas quadras da Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de São José do Rio Preto (ACENB), com a participação de 14 equipes, sendo 8 na categoria kooreisha e 6 na categoria soonen.

Na cerimônia de abertura estiveram presentes o presidente da ACENB Shin-iti Morita, o vice-presidente Alberto Sakakisbara, o vice-presidente da UCGB Daijiro Kodama, que representou a União dos Clubes de Gueitebol do Brasil, o presidente da Regional Alta Araraquara Osvaldo Tamagawa, o secretário João Assakawa, o diretor técnico Massuo Suenaga, a diretora Geral de Arbitragem Hatsumi Sakakisbara e o diretor do departamento de gueitebol da ACENB Fernando Nirazawa. Fizeram uso da palavra, o presidente da ACENB, Shin-iti Morita, que agradeceu a participação de todos; o representante da UCGB Daijiro Kodama e o presidente da Regional Alta Araraquara Osvaldo Tamagawa agradeceram à União dos Clubes de Gueitebol do Brasil pela oferta do troféu e medalhas.

Após o término dos jogos, o resultado foi o seguinte: categoria kooreisha – São José do Rio Preto 2 – campeã, Fernandópolis – vice-campeã e Votuporanga – 3º lugar, e na categoria soonen – Jales – campeã, Santa Fé do Sul – vice-campeã e Votuporanga – 3º lugar.

 

Maringá. No dia 1º de julho, foi realizado o 2º Rengô-hai da Regional Paraná de Gueitebol nas quadras da Associação Cultural e Esportiva de Maringá (ACEMA), com a participação de 25 equipes, sendo 16 na categoria kooreisha e 9 na categoria soonen.

A cerimônia de abertura deu-se às 8 horas, na qual estiveram presentes as seguintes autoridades: Takeshi Saguti, presidente da Regional Paraná de GB que representou a União dos Clubes de Gueitebol do Brasil, e os presidentes das seguintes associações: Paranaguá – Jiro Masuda, Cascavel – Massayuki Inomata, Londrina – Mamoro Komatsu, Marialva – Yoshiaki Mitsui e Maringá – Newton Yamamoto.

Após o término dos jogos em que participaram equipes das cidades de: Curitiba, Paranaguá, Londrina, Sarandi, Cascavel, Loanda, Floresta, Ibiporã, Nova Esperança, Cruzeiro do Sul, Marialva e Maringá, o resultado foi: categoria kooreisha: Maringá 5 – campeã, Curitiba 1 – vice-campeã e Maringá 2 – 3º lugar, e na categoria soonen: Ibiporã 2 – campeã, Cruzeiro do Sul – vice-campeã e Paranaguá 2 – 3º lugar.

 

Guarulhos. A Regional Seitô realizou, no dia 7 de julho, o seu 29º Torneio Rengô-hai de Gueitebol, reunindo 14 equipes nas quadras de Cumbica. Duas equipes eram compostas por membros da diretoria do Rengô – União dos Clubes de Gueitebol do Brasil, especialmente convidadas. Na habitual solenidade de abertura, teve inicialmente a saudação do presidente da Regional, Teruo Tagomori, seguida pelas palavras do vice-presidente Yukio Honda, como representante do Rengô, e do presidente Seizi Oga da Federação de Gueitebol do Estado de São Paulo. As competições foram realizadas em categoria única com um pequeno intervalo para o almoço. Antes da premiação às equipes vencedoras, a pedido do presidente Tagomori, o vice-diretor de arbitragem Ichiro Usami da UCGB fez rápido comentário sobre o torneio, dizendo que tanto a arbitragem quanto a disciplina dos atletas foram, como sempre, irrepreensíveis.

As equipes vencedoras foram: Carrão Kyoyu 1 – campeã, São Miguel 1 – vice e Arujá – 3ª colocada.

 

 

Campeonato Mundial de Gueitebol – 2018

No dia 4 de julho, chegaram do Japão os representantes da World Gateball Union, Tetsuji Suzuki, diretor geral, e Kentaro Yamaguishi, diretor assistente. Eles permaneceram até o dia 8 de julho para verificar e inspecionar os preparativos para a realização do 12º Campeonato Mundial de Gueitebol que será realizado no Estádio de Gueitebol da União dos Clubes de Gueitebol do Brasil, em São Paulo.

O dia 4 foi reservado para descanso no Nikkey Palace Hotel, onde foram recebidos pelo presidente da UCGB, Hatiro Honda e o presidente do São Paulo Shimbun, Masao Suzuki.

No dia 5 de manhã, a comissão formada para os preparativos do evento esteve presente no Estádio de Gueitebol da UCGB para apresentar aos representantes da WGU, as providências já tomadas, como: placar para ser fixada em cada quadra, os gates, o goal pole, a fita para demarcação das quadras. Foram inspecionadas as oito quadras onde serão realizados os jogos, os toaletes, os locais onde serão acomodados os atletas, assim como o local reservado às autoridades durante a cerimônia de abertura, a localização das bandeiras dos países filiados a WGU, a colocação das grades de proteção das quadras.

Por volta das 11 horas, os representantes da WGU acompanhados pelos membros da comissão organizadora deslocaram para a sede da UCGB, onde foi feita a reunião para o detalhamento das ações a serem desenvolvidas para a organização do evento.

Após o almoço, a comitiva dirigiu-se para o Bunkyo, para inspeção das salas de reunião dos representantes das equipes, dos árbitros internacionais e o salão de recepção de boas vindas – programada para a noite de sexta-feira.

No dia 6, o Cônsul Geral do Japão, Yasushi Noguchi, convidou para almoço no Japan House: Tetsuji Suzuki, Kentaro Yamaguishi, Masao Suzuki e Hatiro Honda.

Nos dias 7 e 8, os representantes da WGU fizeram vistoria e reconhecimento das condições oferecidas pelos hotéis localizados na região de Liberdade e pesquisa sobre o sistema de transporte dos atletas, dirigentes das equipes e dos árbitros internacionais do Japão, na cidade de São Paulo.

 

 

Curso e exame de arbitragem em Dourados – MS

Nos dias 14 e 15 de julho, foi realizado o curso de arbitragem e exame de sankyu, nas quadras de gueitebol da Associação Cultural Nipo-Brasileira de Dourados, na cidade de Dourados – MS, com a participação de 50 atletas, destes 22 prestaram exame para graduação em árbitro sankyu. Entre os participantes, estiveram presentes os atletas do Paraguai.

A abertura, às 8:30 horas, foi feita pelo presidente da regional Mato Grosso do Sul, Jorge Kaku que agradeceu a presença de todos e também dos orientadores Hatiro Honda e Helena Hiroko Honda.

Hatiro Honda agradeceu a participação de todos e falou sobre a importância que tem a participação de atletas para reciclagem do conhecimento sobre as regras de gueitebol. O curso é fundamental também para aqueles que irão se submeter ao exame de sankyu.

No curso foi ressaltada a importância da função do anotador, principalmente no tocante ao preenchimento correto da súmula. Na segunda parte do curso, no campo, foi feita uma explanação sobre os lances mais polêmicos e as medidas a serem tomadas com as bolas, em diferentes casos.

Após o almoço, dando continuidade ao curso, foi dada ênfase ao procedimento do renkei – posicionamento coordenado – entre os árbitros.

No dia 15 às 9:30 horas, foi iniciada a aplicação do exame aos 22 candidatos para obtenção do título árbitro oficial, na categoria 3º grau (sankyu). Após o término do exame, às 13:30 horas, foi servido o almoço para todos os participantes.

 

APROVADOS NO EXAME DE ÁRBITRO – SANKYU

(Regional Mato Grosso do Sul – 15/07/2018 em Dourados-MS)

Campo Grande: João Hideo Akamine e Lindolfo Kenji Mise. Dourados: Araci Namiko Aoki, Cristiane Mariko Kimura Duarte, Elizabeti Akemi Kobayashi, Mika Kelly Kimura, Paulo Yoshiharu Furucho e Roberto Yoneyama. Laranja Lima: Claudio Massayuki Hirata, Eliza Kiyomi Beppu Hasegawa Matsunaga, Júlio Matsunaga, Milton Masao Hirata, Nelson Kazuhide Ohashi, Sadao Saito e Sergio Martins Saruwatari. Ponta Porã: Emerson Katsuhiro Suga e Enrique Shigueo Kawada Onitsuka. Paraguay: Yguazu: Daniel Isamu Kuradomi e Victor Yoshiro Seki Ihara.


Postado por União em 03/08/2018 na categoria Notícias da União


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *